quinta-feira, 20 de julho de 2017

INSS: Aposentadoria por tempo de contribuição deverá ser extinta com a reforma da Previdência


Após a sanção da reforma trabalhista, no último dia 13 de julho, o esforço da equipe econômica do Governo Federal deverão se concentrar na aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da Previdência. As mudanças nas regras previdenciárias poderão estabelecer uma idade mínima para dar entrada na aposentadoria de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres. Assim, de acordo com especialistas, será extinta a aposentadoria por tempo de contribuição.

Mundo: Japão estuda flexibilizar a idade de início da aposentadoria para até 75 anos


O gabinete oficial do governo japonês sediou uma reunião informal com especialistas para discutir as possibilidades de criação de um sistema capaz de adiar ainda mais o recebimento da aposentadoria.  

A reunião não envolveu os setores do governo responsável pelo sistema de previdência e nenhuma medida será tomada em um curto prazo.

Mundo: No Reino Unido a idade de aposentadoria será elevada para 68 anos e valor da pensão é bem inferior ao teto do INSS


O governo britânico anunciou nesta quarta-feira (19/07) sua decisão de antecipar para 2037, sete anos antes do previsto, a data em que elevará de 67 para 68 anos a idade de aposentadoria no Reino Unido, a fim de economizar custos. As informações são da Agência EFE. 
O ministro de Trabalho e Pensões, David Gauke, disse que a mudança de data, que afeta a cobrança da pensão estatal, responde às recomendações de um relatório independente apresentado no início deste ano.

Planos CPqD: Resultados de maio de 2017 dos planos da Sistel



Todos planos seguem equilibrados, rentáveis e apresentaram sobras (reservas superiores as obrigações futuras) até maio deste ano.

No mês de maio somente os planos PBS-CPqD e PAMA apresentaram rentabilidade superior as suas respectivas metas. O destaque negativo naquele mês ficou por conta do InovaPrev que apresentou um rendimento de somente 0,04% frente uma meta de 0,72%.

Mas no acumulado dos 5 primeiros meses do ano todos planos apresentaram rentabilidade superior as respectivas metas, com destaque positivo ao InovaPrev que apresentou um rendimento acumulado de 4,63% frente uma meta de 3,26%. É o plano que apresenta maior folga na rentabilidade até maio (42% acima de sua meta).

O acréscimo da Reserva Matemática e redução dos Fundos Previdenciais do InovaPrev mais uma vez deve-se a suspensão temporária das contribuições ao plano por parte de suas patrocinadoras e auto patrocinados, que deverá estender-se até o final do terceiro trimestre.

O plano CPqDPrev segue estável com sobras acumuladas de R$ 41 milhões neste ano.

O plano PBS-A já acumula neste ano sobras de R$ 2,1 bilhões e formou uma Reserva Especial (superavit a distribuir futuramente) de R$ 756 milhões.

No PAMA verificou-se no mês um acréscimo nas sobras do plano (fundo assistencial), mesmo com o retorno de 43 usuários ao plano no mês de maio.

Idosos: Sancionada prioridade especial para pessoas com mais de 80 anos no Estatuto do Idoso


De acordo com o Estatuto do Idoso, são consideradas idosas pessoas a partir de 60 anos. Medida não vale para casos de emergência

O presidente da República, Michel Temer, sancionou nesta quarta-feira (12) lei que altera o Estatuto do Idoso e estabelece prioridade especial para pessoas maiores de 80 anos. Segundo a alteração, os maiores de 80 anos sempre terão suas necessidades atendidas com preferência em relação aos demais idosos.

Fundos de Pensão: Proposta dá a fundos de pensão mesmo tratamento tributário de fundo VGBL


Mudança deve estimular planos, segundo autores

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 5395/16, dos deputados do PSD Goulart (SP) e Rogério Rosso (DF), que dá aos fundos de pensão o mesmo tratamento tributário garantido à modalidade VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) dos planos de previdência privada.